InnovChem

'InnovChem: Vacinação mais eficiente para um mundo saudável' desenvolveu um estabilizador biofármaco que vai permitir conservar as vacinas sem necessidade do processo de cadeia de frio.

Os biofármacos, incluindo as vacinas, são produtos de alto valor acrescentado que são instáveis à temperatura ambiente e têm que ser transportados e armazenados entre 2 e 8 oC. Anualmente, a indústria farmacêutica gasta 3,5 mil milhões de euros no processo de cadeia de frio para conservação destes compostos, tendo 5% de falhas.

A InnovChem apresenta a solução para a estabilização dos biofármacos, através de um processo mais seguro e confiável. «O produto da InnovChem é o BioHT, um estabilizador biofármaco obtido através de síntese química» e que é análogo aos compostos produzidos por «vários microrganismos que vivem em condições extremas, como o fundo do mar», explicou a investigadora Rita Ventura.

O BioHT aumenta a estabilidade das vacinas mantendo a sua eficácia e segurança, isto é, quando administradas ao paciente desencadeiam a sua acção terapêutica completa, evitando os efeitos secundários derivados da sua degradação. As perdas de produto diminuem e o acesso dos biofármacos nos países em desenvolvimento, onde a cadeia de frio não está desenvolvida, é melhorada.

Em comparação com a concorrência, o BioHT é "mais simples, pode ser usado num vasto leque de biofármacos, é fácil de sintetizar em larga escala com baixo custo e tem um time to market mais curto", clarificou a investigadora Eva Lourenço.

Com um investimento de 2,5 milhões euros e payback ao fim de 4 anos, a equipa estima um EBITDA de 39,3 milhões de euros para o quinto ano.

InnovChem

informações do projecto

InnovChem

Equipa

Investigadores: Eva Lourenço e Rita Ventura Instituição: ITQB-UNL Executivos: Fernando Cruz e Nuno Serra

Previsões Financeiras

Investimento: 2,5 M € EBITDA: € 39,3 M € (5.º ano)
Globaz © 2012 . ACT by cotec . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS